Forças de segurança de Assad matam mais 40 civis e ferem 100, dizem ativistas

Militantes sírios antigoverno afirmaram que as forças de segurança leais ao ditador Bashar Assad mataram ontem mais 40 manifestantes. Segundo os ativistas, os ataques contra civis ocorreram até em cidades que estão sendo visitadas pelos representantes da Liga Árabe que buscam verificar se Assad manterá sua promessa de acabar com a repressão aos protestos que ocorrem há nove meses. O Observatório Sírio dos Direitos Humanos afirmou que 100 pessoas ficaram feridas ontem. Os ativistas dizem que a comitiva árabe é muito pequena e facilmente controlável pelo governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.