Forças de segurança do Iêmen invadem hospitais

As forças de segurança do Iêmen estão vasculhando hospitais em Aden para buscar militantes, segundo o Observatório para Direitos Humanos. A organização disse que as forças do governo já invadiram dois hospitais pelo menos cinco vezes neste ano e em uma ocasião arrastaram um paciente seriamente ferido que estava na unidade de tratamento intensivo.

Agência Estado

20 de outubro de 2012 | 18h41

As rondas têm obrigado os hospitais a suspender operações e a rejeitar pacientes diante do temor de violência, citou o grupo em comunicado. "Tiroteios em hospitais colocam pacientes e servidores em grave risco e ameaçam acabar com o atendimento de saúde em Aden", disse a pesquisadora da organização no Iêmen, Letta Tayler.

Um representante de segurança do governo negou as invasões em hospitais, mas disse que foram nos locais para prender três procurados que atacaram postos de controle do governo. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.