Forças de segurança do Iêmen matam 2 pessoas durante protestos

Policiais abriram fogo contra manifestanets que pediam a renúncia de Saleh em Taiz e Damar

Associated Press

11 de maio de 2011 | 11h42

SANAA - Forças de segurança do Iêmen dispararam nesta quarta-feira, 11, contra manifestantes que protestavam contra o governo no sul do país, matando pelo menos 2 pessoas, informou o ativista Nouh al-Wafi.

 

Veja também:

especialInfográfico:  A revolta que abalou o Oriente Médio

mais imagens Galeria de fotos: Veja imagens dos protestos na região

 

 

Al-Wafi afirmou que um manifestante morreu e outros quatro ficaram feridos na cidade de Taiz, enquanto que outra pessoa morreu na cidade de Damar quando manifestantes, que exigiam a renúncia do presidente Ali Abdulah Saleh, entraram em confronto com forças policiais.

 

Além disso, alguns manifestantes nas ruas da capital iniciaram um bloqueio em uma das principais avenidas da cidade, somando ao grande bloqueio permanente instalado na próximo à Universidade de Sanaa.

 

Os organizadores também estão pensando em fazer uma marcha até o palácio presidencial, apesar das fortes medidas de segurança para pressionar Saleh a deixar o poder.

 

Mais de 140 já morreram em confrontos entre manifestantes e forças do governo, desde o começo dos protestos em março.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.