Forças de segurança matam 14 rebeldes na Índia

Forças de segurança mataram pelo menos 14 rebeldes maoistas neste sábado durante confronto no estado de Orissa, no leste da Índia, marcando o último derramamento de sangue de um longo conflito no qual rebeldes têm lutado para derrubar o governo. O diretor geral da polícia de Orissa, Prakash Mishra, disse que uma mulher estava entre os rebeldes. Não havia registros de policiais entre os mortos.

LUCIANA ANTONELLO XAVIER, Agência Estado

14 de setembro de 2013 | 09h57

O primeiro ministro Manmohan Singh descreveu os maoistas como a mais séria ameaça de segurança interna no país. Os rebeldes têm lutado por décadas nas florestas e áreas rurais pelo que dizem ser os direitos dos sem-terra bem como dos povos tribais, que estão entre aqueles com taxas mais altas de analfabetismo e pobreza. As informações são da Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
Índiarebeldesviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.