Reuters
Reuters

Forças de segurança retiram mais reféns de shopping no Quênia

Houve troca de tiros ocasional dentro do shopping nesta segunda, 23, onde ao menos 69 pessoas morreram, 63 estão desaparecidas e 175 ficaram feridas, declarou a Cruz Vermelha

Reuters e Efe,

23 de setembro de 2013 | 08h55

Forças quenianas retiraram mais pessoas durante a noite do shopping Westgate onde militantes islâmicos mantêm reféns, e as tropas estão aproximando-se dos sequestrados, disse o inspetor de polícia David Kimaiyo nesta segunda-feira, 23, terceiro dia do cerco.

 

Segundo ele, as forças de segurança quenianas "resgataram mais reféns", mas Kimaiyo não fez menção a seu próprio comentário feito no Twitter sobre negociar com os militantes. Várias pessoas surgiram nos últimos dois dias após terem conseguido se esconder dos homens armados.

 

Houve troca de tiros ocasional nesta segunda dentro do shopping, onde ao menos 69 pessoas morreram. Além disso, 63 pessoas estão desaparecidas e 175 ficaram feridas, acrescentou a Cruz Vermelha em sua conta oficial da rede social Twitter.

 

Autoridades quenianas disseram ter conseguido isolar os homens armados dentro do shopping, e desde a noite de domingo afirmam que a operação está na reta final.

Terror. No último sábado, 21, o grupo radical somali, Al-Shabab, ligado ao Al-Qaeda, abriu fogo em um shopping de luxo na cidade de Nairóbi, capital do Quênia. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.