Forças dinamarquesas encontram material suspeito no Iraque

Granadas de morteiro foram encontradas por forças dinamarquesas numa estrada perto de Basra, no sul do Iraque. Segundo comandantes das tropas da Dinamarca, as primeiras inspeções revelaram que os projéteis contêm uma espécie de líquido. A munição, aparentemente abandonada há vários anos, será examinada por peritos do Exército britânico, que controla a região de Basra, para determinar se se trata de alguma espécie de arma química. "Nós não sabemos o tipo de líquido que as granadas contêm nem há quanto tempo elas foram abandonadas aqui", disse o oficial dinamarquês responsável pela unidade que encontrou a munição. Ele acrescentou que seus soldados tinham vasculhado a área em busca de possíveis membros da resistência iraquiana. Segundo algumas denúncias, Saddam Hussein ordenou o lançamento de armas químicas contra a população de maioria xiita de Basra, mas integrantes do regime deposto sempre rejeitaram tal acusação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.