REUTERS
REUTERS

Forças do governo sírio retomam campo de petróleo na 'capital' do Estado Islâmico

Com apoio do Hezbollah, tropas em favor de Bashar Assad já retomaram 1.200 quilômetros quadrados de área do principal bastião do grupo terrorista Estado Islâmico

O Estado de S.Paulo

15 de junho de 2017 | 04h48

BEIRUTE - Forças do governo sírio retomaram campos de petróleo de Al Zaura na noite de quarta-feira, 14, no sul da província de Raqqa. A operação, apoiada por equipes de elite do grupo libanês Hezbollah, ocorreu na "capital" do grupo terrorista Estado Islâmico (EI), afirmou nesta quinta o Observatório Sírio de Direitos Humanos.    

Os efetivos que apoiam o presidente sírio, Bashar Asad, recuperaram o controle dessa jazida e de uma estação de bombeamento próxima, perto da estrada que liga Raqqa às cidades de Azariya e Al Salamiya, na província de Hama, indicou a ONG. 

Nos últimos dias, forças do governo tomaram 1.200 quilômetros quadrados de áreas controladas pelo EI em Raqqa. 

O campo de Al Zaura está a 14 quilômetros do aeroporto militar de Al Tabqa, dominado pelas Forças da Síria Democrática (FSD), aliança armada liderada por milícias curdas e efetivos especiais dos EUA. 

Na última semana, tropas leais ao governo de Damasco invadiram a província de Raqqa vindo de Aleppo após combates contra o EI. Esse avanço coincide com uma ofensiva da FSD contra Raqqa, considerada capital do califado autoproclamado pelos Estados Unidos em 29 de junho de 2014 na Síria e no Iraque. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
HezbollahSíriaEstado Islâmico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.