Forças indianas matam 14 na Caxemira

Soldados indianos emboscaram e mataram 14 pessoas suspeitas de serem milicianos islâmicos. Esses supostos milicianos estariam tentando entrar no Estado de Jammu-Caxemira, vindos do Paquistão, disseram autoridades. A polícia pediu ajuda ao Exército depois de receber a denúncia de que guerrilheiros estariam escondidos na floresta de Sujian, a cerca de 200 quilômetros de Jammu, a capital de inverno do Estado.Um tiroteio irrompeu na selva, a 25 quilômertros da linha de controle que funciona como fronteira entre Índia e Paquistão. Pelo menos 11 dos invasores foram mortos no combate. Investigações preliminares indicam que os guerrilheiros teriam vindo do Afeganistão ou do Paquistão.Em outra escaramuça nas proximidades, forças de segurança mataram três guerrilheiros. Combates entre forças indianas e grupos de guerrilha já custaram a vida de pelo menos 75 milicianos desde 23 de maio, quando a Índia quebrou seu cessar-fogo unilateral, que vigia desde novembro. Os guerrilheiros querem a independência da Caxemira, ou sua anexação ao Paquistão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.