Forças internacionais detêm ex-líder rebelde do Timor Leste

Soldados australianos das forças internacionais detiveram na noite terça-feira Alfredo Reinado, um dos líderes do protesto militar que em maio levou o Timor Leste ao caos. Durante a detenção, os soldados encontraram armas na casa dele em Díli, informa nesta quarta-feira a rádio australiana ABC.Reinado estava com um grupo de homens quando foi detido pelos soldados, que foram deslocados para Díli, a capital, a fim de instaurar a ordem na antiga colônia portuguesa. A emissora acrescentou que Reinado foi acusado de posse de armas e que comparecerá à Justiça nesta Quarta.O ex-líder rebelde tinha entregado suas armas às forças internacionais no mês passado, após permanecer mais de um mês nas montanhas escoltado por vários homens que exigiam a renúncia do então primeiro-ministro, Mari Alkatiri.Reinado comandou um levante após a demissão de cerca de 600 soldados que tinham solicitado a Alkatiri o fim da discriminação étnica no Exército. Os soldados iniciaram uma série de protestos em Díli que levaram a uma onda de violência que provocou a morte de cerca de 30 pessoas, o deslocamento de 150 mil e a chegada das forças de paz internacionais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.