Forças policiais da ANP assumem posições em Hebron

As forças palestinas, mais de 550 homens, começaram a fluir para "impor a lei e a ordem"

EFE

25 de outubro de 2008 | 06h53

Forças policiais da Autoridade Nacional Palestina (ANP) tomaram posições na madrugada deste sábado na cidade de Hebron, dentro de uma estratégia do presidente palestino, Mahmoud Abbas, para ganhar força na Cisjordânia e impedir um novo levante do movimento islamita Hamas. As forças palestinas, mais de 550 homens, começaram a fluir pela periferia da cidade de madrugada para "impor a lei e a ordem", informa a edição eletrônica do diário "Ha'aretz". Hebron é a terceira cidade na Cisjordânia que nos últimos meses recebe reforços com homens que pertencem à esfera do presidente Abbas. Considerada um dos centros nevrálgicos do movimento islamita Hamas fora de Gaza, Hebron é uma cidade dividida, na qual também há uma forte presença militar israelense para proteger um pequeno grupo de colonos judeus dispersos em enclaves isolados. A chegada das forças palestinas foi estipulada com Israel no início desta semana, e faz parte das iniciativas de paz do chamado processo de Annapolis, que começou em dezembro de 2007.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.