Forças sírias caçam rebeldes em Damasco e Alepo

Combates intensos assolaram partes da maior cidade da Síria, Alepo, nesta segunda-feira, quando forças do governo derrubaram portas e revistaram casas em busca de rebeldes. Diversos vídeos postados por ativistas mostram rebeldes comemorando e rezando ao lado de um tanque de guerra em chamas no bairro de Sakhour.

AE, Agência Estado

23 de julho de 2012 | 14h01

Alepo, a cidade mais populosa da Síria, com 3 milhões de habitantes, tem sido o foco de ataques rebeldes de uma nova aliança de forças oposicionistas chamada Brigada de Unificação.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos, baseado em Londres, reportou confrontos violentos ao amanhecer, no lado nordeste da cidade, incluindo os bairros de Sakhour e Hanano, que foi bombardeado pelas tropas do regime do presidente Bashar Assad. A organização disse também que muitas pessoas fugiram durante as pausas nas lutas. A Associated Press não conseguiu confirmar com outras fontes independentes a autenticidade dos vídeos postados pelos ativistas.

Na capital do país, Damasco, o Exército aprece ter retomado o controle da maior parte da cidade após uma semana de combates com os rebeldes. Vídeos de ativistas mostram homens armados em uniformes indo de casa em casa chutando portas e procurando rebeldes. Os homens estavam usando tênis, uniformes militares incompatíveis e bonés, sugerindo que eram milícias aliadas do governo e não forças regulares. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
SíriaviolênciaDamascoAlepo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.