Forças sírias cercam cidade após deserções, dizem moradores

Crescem reslatos de deserções entre as forças líbias após derrubada de regime de Kadafi

Reuters

29 de agosto de 2011 | 10h08

AMÃ - Veículos blindados sírios cercaram e fizeram disparos nesta segunda-feira, 29, em uma cidade na região onde dezenas de soldados haviam desertado, segundo ativistas e moradores.

 

Veja também:

especialInfográfico: A revolta que abalou o Oriente Médio

 

 

Desde a derrubada do regime de Muamar Kadafi na Líbia, crescem os relatos de deserções no Exército sírio, e também de mais protestos contra o governo de Bashar al Assad.

 

 

Moradores e ativistas disseram ter havido deserções nas províncias de Deir al Zor (leste) e Idlib (noroeste), na zona rural da cidade de Homs e nos arredores de Damasco, onde no domingo as forças do governo travaram tiroteios contra desertores.

 

Pelo menos 40 tanques e blindados, além de 20 ônibus com soldados e agentes da Inteligência Militar, ocuparam por volta de 5h30 (hora local) o acesso à localidade de Rastan, 20 quilômetros ao norte de Homs. Eles começaram a disparar metralhadoras na direção da cidade, segundo moradores.

 

"Os tanques se instalaram em ambas as margens da rodovia, que permaneceu aberta, e dispararam longas rajadas das suas metralhadoras contra Rastan", disse por telefone um morador que se identificou como Raed.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.