Forças sírias intensificam ataques aéreos em Alepo

Forças do governo sírio intensificaram nesta quinta-feira os ataques contra os rebeldes que tentam tomar a cidade de Alepo. Ativistas reportaram helicópteros e caças metralhando alvos da oposição, bem como bombardeios de artilharia em diversos bairros.

AE, Agência Estado

26 de julho de 2012 | 10h13

O ativista local Mohammed Saeed afirmou que os confrontos começaram durante a noite e estenderam-se até de amanhã, marcando assim o sexto dia seguido de lutas na maior cidade da Síria, com 3 milhões de habitantes. "As forças do regime estão realizando bombardeios aleatórios e os civis estão aterrorizados", disse Saeed para a Associated Press via Skype.

A Casa Branca disse na quarta-feira que o uso de armas pesadas em Alepo demonstra a "profundidade da depravação" do regime do presidente Bashar Assad. O porta-voz Jay Carney afirmou que o Exército sírio esta cometendo atos de "violência hedionda" contra civis na cidade.

Os ativistas em Alepo temem que o pior ainda esteja por vir, com relatórios de que os militares estão enviando reforços, incluindo dezenas de tanques de guerra, para tentar retomar a cidade.

Os combates em todo o país tornaram julho o mês mais sangrento na Síria desde que a revolta começou pacificamente, em março de 2011. Com estimativas de 100 mortos por dia, a situação tornou-se tão ruim quanto àquela do Iraque nos piores momentos da guerra civil sectária de 2006. Ativistas dizem que mais de 19 mil pessoas foram mortas nestes 16 meses. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
SíriaviolênciaAlepo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.