Forças sírias matam 9 pessoas da mesma família

Pelo menos dez civis, nove dos quais pertenciam à mesma família, foram mortos num bombardeio lançado nesta terça-feira por forças do governo sírio em um vilarejo agrícola no noroeste do país, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos, uma organização não-governamental (ONG) com sede em Londres.

AE-AP, Agência Estado

01 Maio 2012 | 09h56

Entre os mortos da família estavam quatro mulheres e duas crianças, relatou a ONG.

O ataque, que ocorreu na província de Idlib, foi o último a comprometer o acordo de cessar-fogo em vigor desde o último dia 12, parte de um plano elaborado pelo mediador internacional da ONU e da Liga Árabe, Kofi Annan, para tentar restabelecer a paz na Síria, que está em convulsão desde março do ano passado, quando teve início o levante contra o regime do presidente Bashar Assad.

A ONG também informou que 12 soldados sírios foram mortos hoje em combates com dissidentes na província de Deir Ezzor, no nordeste da Síria.

A ONU afirma que mais de 9 mil pessoas foram mortas na onda de violência que tomou a Síria desde o início do levante contra Assad. As informações são da Dow Jones e Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
violênciaSíria

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.