Reuters
Reuters

Forças sírias matam pelo menos 40 em dois distritos de Damasco

Ataques parecem ter como objetivo matar ou capturar rebeldes que atacaram aeroporto militar

AE, Agência Estado

22 de agosto de 2012 | 10h34

Texto atualizado às 11h09

BEIRUTE - Forças do governo da Síria bombardearam dois distritos da capital, Damasco, antes de soldados apoiados por tanques de guerra percorrerem casas em busca de rebeldes, matando pelo menos 40 suspeitos, afirmaram ativistas nesta quarta-feira, 22.

Veja também:

linkLíderes pedem que Conselho de Segurança da ONU pressione Síria

linkSíria admite possibilidade de discutir renúncia de Assad

forum CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

No início da manhã, as tropas do regime do presidente Bashar Assad lançaram morteiros contra o bairro nobre de Kafar Soussa e a área adjacente de Nahr Eishah. Os ataques parecem ter como objetivo matar ou capturar os rebeldes que usaram as duas vizinhanças como base para lançar investidas contra o aeroporto militar de Mazzeh.

Não está claro se os mortos foram pegos nos bombardeios ou assassinados nas incursões que seguiram. Ativistas, incluindo um que conversou de Kafar Soussa com a Associated Press via Skype, falaram de execuções.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos, baseado em Londres, afirmou que 20 pessoas foram mortas somente em Kafar Soussa. Outros ativistas, que pediram para não serem identificados, relataram outras 11 mortes.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.