Forças vietnamitas contêm protestos contra a China

Forças de segurança vietnamitas contiveram, neste domingo, novos protestos contra a China no país. Centenas de policiais, entre uniformizados e à paisana, dispersaram um grupo de cerca de 100 pessoas reunido em um parque perto da embaixada da China em Hanói.

Agência Estado

18 Maio 2014 | 07h53

"Estamos em nossa missão e pedimos-lhe para deixar a área", disse um policial em um alto-falante. A multidão relutantemente deixou o local. Nenhuma prisão foi efetuada. Em outra parte da cidade, oficiais foram mobilizados para monitorar parques e áreas públicas.

"A polícia está apenas fazendo seu trabalho e eu estou aqui para mostrar o meu patriotismo e para protestar contra a implantação da plataforma de petróleo chinesa", disse um manifestante que não quis ser identificado.

Na cidade de Ho Chi Minh, a polícia deteve alguns manifestantes, entre centenas que se reuniram na emblemática catedral de Notre Dame. A polícia não confirmou ainda o número de presos ou se houve feridos.

Neste sábado, tumultos pelo país deixaram cerca de 140 pessoas feridas e aproximadamente 300 foram presas, segundo autoridades do Vietnã.

Nos últimos dias, a tensão entre Vietnã e China chegou a um patamar que não era visto há anos. O sentimento contra a China cresceu depois de uma empresa estatal de energia chinesa instalar uma plataforma em águas que o Vietnã reivindica estarem em seu território.

Os protestos causaram tumultos na semana passada, levando à morte de dois cidadãos chineses e a danos em fábricas chinesas. A China exigiu que o Vietnã proteja seus cidadãos que moram no país, além dos negócios de origem chinesa. Neste domingo, a China informou que 3 mil de seus cidadãos foram retirados do Vietnã.

Depois dos protestos recentes, autoridades vietnamitas haviam sinalizado que conteriam a violência. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
Vietnã China protestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.