Ford era contra guerra do Iraque, diz <i>Washington Post</i>

O ex-presidente dos Estados Unidos Gerald R. Ford disse, em uma entrevista embargada concedida em julho de 2004, que a guerra do Iraque não se justifica, informou o jornal Washington Post na quarta-feira à noite.Ford discordava "fortemente" das justificativas do atual presidente para invadir o Iraque e disse que teria imposto alternativas, como sanções, com muito mais vigor, segundo escreve Bob Woodward, do Post. A história foi inicialmente publicada no site do jornal na Internet."Eu não acho que teria ido à guerra se fosse ele", disse Ford a Woodward pouco mais de um ano depois de o presidente George W. Bush lançar a ofensiva.Na entrevista gravada, Ford criticou não apenas Bush, mas também o vice-presidente Dick Cheney e o então secretário da Defesa Donald H. Rumsfeld. "Rumsfeld e Cheney e o presidente cometeram um grande erro ao justificar porque foram à guerra no Iraque. Eles colocam deram ênfase a armas de destruição em massa", disse. "E agora, eu nunca disse publicamente que acredito que eles cometeram um erro, mas senti que foi um erro a maneira como eles justificaram o que iriam fazer".Woodward escreveu que a entrevista com Ford, e uma subseqüente conversa mais longa em 2005, foram realizadas para um projeto de um futuro livro, mas que o ex-presidente afirmou que seus comentários poderiam ser publicados a qualquer momento após sua morte.Ford morreu na terça-feira, aos 93 anos. Ele sofria com problemas de saúde e no mês de agosto foi submetido a uma intervenção cirúrgica na Clínica Mayo de Rochester, em Minnesota, em decorrência de uma afecção coronária.Nascido em Omaha, Nebraska, em 14 de julho de 1913, Gerald Rudolph Ford chegou ao poder após a renúncia de Richard Nixon, em agosto de 1974, devido ao escândalo Watergate.Ex-congressista republicano, Ford assumiu o governo prometendo que "nosso longo pesadelo nacional terminou". Ele governou por dois anos e meio, com um estilo às vezes ridicularizado, até que perdeu a eleição presidencial de 1976 para o democrata Jimmy Carter.Desde sua saída da Casa Branca, morou em seu Rancho Mirage, no deserto da Califórnia, a cerca de 150 quilômetros de Los Angeles. Ele fora o mais velho presidente dos EUA vivo e estava doente e fora da vida pública há anos.Foi o único presidente dos EUA que não foi eleito nem para a presidência nem para a vice-presidência. Ford foi designado vice-presidente em 1973, depois que o vice de Nixon, Spiro Agnew, renunciou para evitar ser processado por corrupção. Como ele mesmo reconhecia, foi presidente por capricho do destino.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.