Formação de gabinete atinge impasse no Zimbábue

Robert Mugabe e oposição de Tsvangirai não chegam a consenso sobre divisão de postos no gabinete

AE-AP, Agencia Estado

18 de setembro de 2008 | 13h39

Um porta-voz da oposição do Zimbábue disse que o presidente Robert Mugabe e seus rivais não conseguiram chegar a um consenso sobre a divisão dos postos do gabinete. Nelson Chamisa afirmou nesta quinta-feira, 18, que o encontro das duas forças terminou em impasse. Membro do Movimento pela Mudança Democrática (MMD), Chamisa disse que os líderes pediram a seus vices que sigam negociando o preenchimento dos 31 ministérios.   Veja também: Governo e oposição ratificam governo de união no ZimbábueOs dois partidos buscam assegurar cargos chave, como o de ministro da Defesa e das Finanças. Sob o pacto já acordado, a oposição terá 16 ministérios. Mugabe permanecerá como o presidente, enquanto seu rival Morgan Tsvangirai, do MMD, será o primeiro-ministro.   As conversas desta quinta foram as primeiras desde sábado. Na segunda-feira, foi firmado o pacto para a divisão do poder.    

Tudo o que sabemos sobre:
Zimbábuepolítica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.