Fornos podem ser usados como incubadoras para bebês, diz Uganda

Mulheres que dão à luz bebês prematurosna pobre e rural Uganda devem usar fornos a carvão paramantê-los quentes, caso nenhuma incubadora esteja disponível,informou o governo do país africano. Nascimentos prematuros são comuns em vilas no leste do paísafricano, onde muitas mães sofrem de subnutrição e malária.Incubadoras caras são escassas, mas a maioria das casas tem umforno, conhecido localmente como "sigiri". "Fornos a carvão vegetal podem providenciar temperaturassimilares àquelas do ventre materno. Então, onde você não temincubadoras, as mães podem usar o sigiri", disse odiretor-geral dos Serviços de Saúde, Sam Zaramba, aoParlamento, segundo a imprensa local. Ele não deu mais detalhes. O jornal independente Daily Monitor afirmou que taiscomentários tiveram uma reação mista entre membros doParlamento. Alguns temem que as mães possam machucar seusbebês. "Este é um método bruto e desesperado", disse um legisladorsegundo o jornal. "Os bebês vão acabar sendo queimados."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.