Forte terremoto atinge Indonésia e deixa 9 mortos

Um forte terremoto sacudiu naquarta-feira a região de Sumatra, na Indonésia, provocando aemissão de alertas de tsunami no oceano Índico, espalhando opânico no Sudeste Asiático e causando nove mortes, além de terdeixado centenas de feridos. Inicialmente, o serviço geológico dos EUA mediu o terremotocom um magnitude de 8,2, mas depois elevou a intensidade para8,4. A Indonésia divulgou dois alertas de tsunami, um após oprimeiro terremoto e outro seguindo-se a um segundo tremor queatingiu a mesma região horas depois. Os alertas indonésios e a maioria dos outros na área foramsuspensos até o começo da tarde (horário de Brasília). Uma autoridade da agência meteorológica da Indonésia disseque instrumentos mediram uma onda de um metro depois doprimeiro terremoto. Várias construções em Padang, capital de Sumatra Ocidental,desabaram, segundo testemunhas. A Metro TV afirmou que algunsedifícios estavam em chamas. O prefeito de Padang, Fauzi Bahar,disse que três pessoas estavam presas nos escombros de umprédio de três andares. Uma testemunha da Reuters disse que os moradores de Padangfugiram para locais mais elevados. "A cidade está um caoscompleto. Todo mundo está indo para lugares altos", disse afonte em Padang. Um terremoto de grande magnitude atingiu a mesma área nodia 26 de dezembro de 2004, provocando um enorme tsunami queatingiu vários países da região e matou mais de 230 milpessoas. A Indonésia sofre terremotos frequentes, por estar sobre umcinturão sísmico ativo que faz parte do chamado Círculo de Fogodo Pacífico. De acordo com a agência meteorológica indonésia, oepicentro do terremoto mais forte aconteceu 159 km a sudoestede Bengkulu, uma área de montanhas e florestas. O Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico emitiu um alertade tsunami no Índico logo depois do primeiro tremor, queaconteceu às 8h10 (horário de Brasília). Autoridades daMalásia, Sri Lanka, Bangladesh e Austrália também emitiram seusalertas, mas a maioria já tinha sido suspensa até as 13h. Alguns moradores de Cingapura, da Malásia e da Tailândiatambém sentiram o primeiro tremor, e prédios chegaram a serdesocupados. (Reportagem adicional de Harry Suhartono, Mita Valina Lieme Ed Davies)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.