Fortes chuvas deixam 63 mortos no oeste da Índia

Transportes ferroviários e rodoviários estão prejudicados em Calcutá

Agencia Estado

03 Julho 2007 | 15h26

Pelo menos 63 pessoas morreram e seis mil estão desabrigadas por causa das fortes chuvas que caíram nas últimas 24 horas em Gujarat, região ocidental da Índia, noticiou nesta terça-feira a rede de TV NDTV. Segundo o noticiário da IBN News, o sistema de drenagem não suportou o volume de água e vários rios transbordaram. Dezenas de pessoas foram arrastadas pelas correntezas e milhares de hectares de terra foram inundados. Em Gujarat, centenas de pessoas deixaram suas casas e foram levadas para lugares seguros até a situação voltar ao normal. As estradas foram interditadas e os trens circulam com atraso. Um último balanço contabilizou 52 pessoas mortas no fim de semana na região próxima à Maharashtra e nove mil tiveram que evacuar suas casas. Na capital indiana Bombaim, 28 pessoas já perderam a vida. Em Calcutá, ao leste do país, a chuva voltou a cair forte nesta terça-feira após dois dias de calmaria. Uma pessoa morreu e os transportes ferroviários e rodoviários foram prejudicados. Fortes chuvas são comuns nesta época na área meridional da Índia e avançam até o norte em meados de setembro, fim da época de chuvas no país. O fenômeno também afetou o vizinho Paquistão, em especial a região de Beluchitan.

Mais conteúdo sobre:
Índia chuva

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.