Fortes chuvas em Angola matam 114 pessoas

Fortes chuvas nos últimos dias em Angola causaram pelo menos 114 mortes e cerca de 28.500 famílias ficaram desabrigadas, segundo informações concedidas nesta quarta-feira pelo ministro de Assistência e Reinserção Social angolano, Baptista KussumuaO balanço das vítimas das chuvas foi feito na terça-feira à noite em uma sessão parlamentar na capital, Luanda, que se dedicou especialmente a esta questão e também a dar apoio às vítimas.As fortes chuvas em Luanda causaram a destruição de aproximadamente 10.300 casas, 38 pontes, 137 postos de saúde e cerca de 5.300 campos agrícolas.O ministro estimou o prejuízo em US$ 85 milhões, mas as autoridades angolanas dispõem de apenas US$ 10 milhões para ajudar os desabrigados e reformar as infra-estruturas destruídas."O governo aprovou um plano de emergência para minimizar os danos causados pelas chuvas em todo o país e que agora está sendo executado satisfatoriamente", explicou Kussumua.Outra região do país onde as chuvas causaram estragos foi em Cazombo, na província de Moxico, onde mais de cinco mil famílias ficaram isoladas como conseqüência da subida do nível do rio Zambeze.As autoridades foram obrigadas a instalar na localidade uma ponte aérea com a ajuda de dois helicópteros para evacuar as vítimas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.