Fortes chuvas em Bangladesh matam pelo menos 135

Forças de segurança continuam as operações de resgate das vítimas soterradas

Agencia Estado

15 Junho 2007 | 02h47

Os deslizamentos de terra, enchentes e relâmpagos que atingem Bangladesh nesta semana já mataram pelo menos 135 pessoas. Cerca de 35 ainda estão desaparecidas, segundo informações de oficiais e agências de notícias divulgadas nesta quarta-feira, 13. A área mais atingida é região da cidade portuária de Chittagong, onde as terras úmidas deslizaram e atingiram casas, soterrando dezenas de pessoas. O número de mortos na cidade aumento para 119, depois que mais 22 corpos foram encontrados. Cinco pessoas, incluindo dois bebês, morreram durante a noite nas proximidades de Bandarban, um distrito na fronteira com o Mianmar. Relâmpagos mataram 11 pessoas nas vizinhanças dos distritos de Cox´s Bazar, Noakhali e Brahmmanbaria, segundo informou o Ministério de Gerenciamento de Desastres. Homens trabalham para tentar restabelecer a eletricidade e o fornecimento de água que foram interrompidos por conta das fortes chuvas que atingem a região. Autoridades removeram centenas de pessoas que estavam em locais de risco para abrigos em escolas. O governo e agências humanitárias distribuíram alimentos e água potável para cerca de 1.000 desabrigados que se encontram em estado de calamidade.

Mais conteúdo sobre:
Bangladesh monções mortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.