Fortes chuvas já deixam pelo menos 14 mortos na Índia

Maior número de vítimas foi registrado no distrito de Sultanpur, onde 6 pessoas morreram soterradas

Efe,

05 de julho de 2008 | 11h01

Pelo menos 14 pessoas morreram em conseqüência das fortes chuvas de monção que castigam desde a noite de sexta-feira, 4, o estado de Uttar, no norte da Índia, informaram neste sábado fontes oficiais.   O maior número de vítimas foi registrado no distrito de Sultanpur, onde seis pessoas, três delas meninas, morreram no desabamento de edifícios registrados em três localidades, segundo as fontes.   "Já começamos os trabalhos de resgate das famílias atingidas e dos deslocados pelas chuvas", informou à agência Ians o magistrado de Sultanpur, Vidya Shanker.   As chuvas ameaçam transbordar os rios do estado, no qual já foi declarado o estado de alerta, segundo Anil Garg, magistrado do distrito de Faizabab, onde a cheia do Rio Saryu colocou em perigo de inundação cerca de cem localidades.   As monções causam inundações em toda a Índia entre os meses de junho e setembro, e causa todos os anos centenas de mortes devido a desabamentos e cheias.

Tudo o que sabemos sobre:
Índia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.