Fortes chuvas matam 108 pessoas na China

Enchentes e deslizamentos provocados por fortes chuvas mataram pelo menos 108 pessoas nos últimos dez dias na província chinesa de Hunan, disse nesta quinta-feira a agência Nova China. As chuvas que começaram em 5 de agosto destruíram ferrovias e rodovias em Hunan, uma zona rural densamente povoada causando prejuízos calculados em US$ 2,2 bilhões, segundo a agência Nova China. A agência não informou como ocorreram as últimas mortes cujo número, ao lado das demais já ocorridas neste forte verão, ascende a mais de 900. A província de Hunan fica às margens do imenso rio Yang Tsé, que há séculos vem castigando suas margens na estação das chuvas. Centenas de milhares de pessoas em Hunan vivem nas proximidades de represas abastecidas pelos pequenos rios e lagos abundantes na planície em torno do Yang Tsé.

Agencia Estado,

15 Agosto 2002 | 15h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.