Fortes chuvas matam pelo menos 28 pessoas no México

Região de Michoacán foram registrados 18 mortes, incluindo duas crianças

Efe,

06 de fevereiro de 2010 | 06h06

Pelo menos 28 pessoas morreram no México devido às intensas chuvas registradas no país, principalmente na capital, no estado de Michoacán (oeste) e no Estado do México (centro), informaram na sexta-feira, 5, fontes oficiais.

  

A situação mais grave é a de Michoacán, onde nos últimos três dias foram registradas 18 mortes, incluindo duas crianças.

 

Porta-vozes da secretaria de Segurança Pública do estado disseram que dez pessoas morreram hoje, somando-se às oito mortes dos dias anteriores, em três municípios.

  

O presidente Felipe Calderón visitou a região, que tem cerca de 20 mil desabrigados.

  

O Governo do Estado do México (vizinho da capital do país) informou que sete pessoas morreram hoje quando os carros em que viajavam foram atingidos por um desmoronamento de terra. As autoridades estaduais dizem que as chuvas obrigaram sete mil famílias a deixarem suas casas.

  

A imprensa do país informou ainda que um homem morreu enquanto fazia trabalhos de dragagem no município de Vale de Chalco, na região da capital.

  

Até o momento, foi declarada situação de emergência em dez cidades nos estados mais atingidos. Com isso, as autoridades vão receber recursos extras para atendimento às necessidades de alimentação, abrigo e saúde da população afetada.

Tudo o que sabemos sobre:
Méxicochuvamortestempestades

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.