Fortes chuvas matam pelo menos 97 em Bangladesh

Tempestades também castigaram sul da China, onde 66 morreram até agora

Agencia Estado

15 Junho 2007 | 02h48

Pelo menos 97 pessoas morreram e muitas outras ficaram feridas em deslizamentos de terra provocados pelas fortes chuvas em nesta segunda-feira, 11, segundo informações das equipes de resgate e testemunhas.A cidade portuária de Chittagong, na região sudeste de Bangladesh, apresenta a situação mais grave. Equipes do Exército resgataram pelo menos 35 corpos dos escombros em Shahidul Islam.Segundo o oficial dos bombeiros Nasir Ahmed, cinco membros da mesma família morreram em conseqüência da queda de um muro causada pela chuva em Chittagong. Ele relatou também que 11 corpos foram resgatados próximos a uma estrada de ferro e outros seis na região de uma estação de força.Trabalhadores do serviço de emergência já salvaram mais de 50 feridos das áreas afetadas.Os sistemas de telefonia, televisão e rádio de Chittagong foram interrompidos e as estações de transmissão foram inundadas.As fortes chuvas, causadas pelas monções, também causaram inundações na capital e em outras regiões do país, onde ocorreram graves deslizamentos de terra, avalanches de lodo e inundações.Analistas advertiram que as inundações podem ser neste ano mais graves que em outras ocasiões, devido aos efeitos do aquecimento global.ChinaAs chuvas torrenciais e inundações que castigaram o sul da China nos últimos dias deixaram até agora 66 mortos, doze desaparecidos e cerca de nove milhões de afetados, segundo os números divulgados nesta segunda pelo Ministério de Assuntos Civis.Além disso, obrigaram a evacuar 591 mil pessoas e destruíram 48 mil casas, segundo um funcionário do Ministério citado pela agência estatal de notícias Xinhua. Ao mesmo tempo, causaram danos a 294 mil hectares de cultivos, dos quais 53 mil ficaram totalmente destroçados, e as perdas econômicas já sobem para US$ 371 bilhões.Desde a última quarta-feira as intensas chuvas castigaram as províncias chinesas de Hunan, Cantão, Guangxi, Guizhou, Jiangxi e Fujian.As mais castigadas até o momento são Cantão, com 18 mortos, quatro desaparecidos e 1,72 milhão de afetados, e Guangxi, com 13 falecidos e quase dois milhões de desabrigados.Milhares de pessoas morrem na China todos os anos devido aos desastres naturais, principalmente tufões e inundações na bacia do rio Yang Tsé e em outras zonas da faixa meridional.Matéria ampliada às 13h57.

Mais conteúdo sobre:
inundaçõesChinaBangladesh

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.