Fortes chuvas na China obrigam a remoção de seis mil pessoas

Mais de 6.300 estudantes, professores e moradores do município de Chongqing (sudoeste da China) foram removidos após um deslizamento de terras na região, informou, neste sábado, a agência oficial "Xinhua". Segundo as autoridades locais, não foram registradas vítimas no deslize que afetou na quinta-feira o distrito de Fuling, e os estudantes e professores da Escola de Ensino Médio Número 5 do distrito foram realojados no mesmo dia. Os responsáveis da escola enviaram 4.200 estudantes para casa na sexta-feira para garantir sua segurança, e outros dois mil ficaram em instalações divisórias por estarem se preparando para o exame de acesso à universidade. A escola precisou alugar salas de aula temporárias no centro da cidade enquanto havia a ameaça de avalanches na região, afirmou um responsável do centro. De acordo com um estudo recente da Academia Chinesa de Ciências Sociais, a cada ano morrem na China uma média de 1.036 pessoas por causa de deslizamentos de lodo e rochas causados por fortes chuvas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.