AFP
AFP

Fortes chuvas no sul do Japão matam oito pessoas e deixam 20 desaparecidos

Mais de 20 mil deixaram a ilha japonesa de Kyushu, principalmente a província de Kumamoto

Efe,

12 de julho de 2012 | 10h57

TÓQUIO - As fortes chuvas que castigam a ilha japonesa de Kyushu causaram nesta quinta-feira, 12, a morte de oito pessoas e deixaram 20 desaparecidos, informou o canal "NHK".

Mais de 20 mil pessoas tiveram de deixar o local. As chuvas castigaram especialmente à província de Kumamoto, onde sete pessoas morreram e 19 estão desaparecidas.

Na vizinha Oita, um homem perdeu a vida ao ser arrastado pelas águas de um rio e outro permanece desaparecido. Diante da força das chuvas, as autoridades evacuaram mais de 20 mil pessoas em ambas as províncias. Equipes de emergência tiveram que utilizar helicópteros para resgatar moradores que ficaram isolados em função da cheia dos rios e canais.

As chuvas nas duas províncias atingiram uma intensidade "sem precedentes", segundo a Agência Meteorológica do Japão, que detalhou que algumas cidades acumularam até 500 milímetros de água em apenas 12 horas.

As chuvas diminuíram nas últimas horas, mas a agência meteorológica manteve o alerta máximo em nove províncias do centro e do sul do país e advertiu sobre a chegada de novas tempestades em Kyushu nesta sexta-feira, que deverão atingir 200 milímetros.

Em zonas do centro e do norte do país as precipitações devem atingir entre 100 e 150 milímetros.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.