Fortes tremores no Chile matam uma pessoa e ferem três

Uma mulher de 70 anos morreu e outras três pessoas ficaram feridas devido a um tremor de entre 6 e 7 graus na escala Richter que ocorreu na madrugada desta terça-feira no extremo norte do Chile. Horas mais tarde, novos abalos foram registrados na zona central do país, informou o Escritório Nacional de Emergência.O governo chileno informou que o primeiro tremor ocorreu à 1h03 da madrugada e seu epicentro foi localizado a 15 quilômetros de Mamiña, em uma zona montanhosa a cerca de 110 quilômetros de Iquique - onde o abalo sísmico atingiu a intensidade de 4 graus. Mais tarde, às 13h43 (hora local), outro forte abalo afetou a zona central do país, incluindo a capital, Santiago - onde, apesar de ter atingido intensidade idêntica à de Iquique, não causou danos nem vítimas.O epicentro do segundo tremor foi localizado no oceano Pacífico, a 98 quilômetros do balneário de Zapallar, a noroeste de Santiago. Na cidade litorânea de Valparaiso, o abalo registrou intensidade de entre 4 e 5 graus.A mulher vítima do tremor desta madrugada na região norte chilena morreu esmagada por um muro de barro no povoado de Jaiña, a cerca de 150 quilômetros de Iquique, 1.800 quilômetros ao norte de Santiago. Nas imediações, outras três pessoas sofreram ferimentos.Também se informou que cerca de 80% das modestas moradias de alguns povoados do norte sofreram danos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.