Foto de Chirac nu pode estampar tablóide inglês

O rei está nu. Esse é o título de um artigo do jornal satírico francês Le Canard Enchainé que revela a história mais "hard" deste verão europeu. Três fotógrafos profissionais instalaram-se com suas câmeras numa praia a 300 metros do Fort de Bregançon (residência de verão da presidência) onde o presidente Jacques Chirac passou as férias.Eles esperavam pacientemente uma aparição descontraída do chefe de Estado que permitisse uma dessas fotos que ilustram as edições da temporada de revistas do tipo Paris Match. Os três foram surpreendidos na manhã do dia 4 quando Chirac surgiu de cueca no terraço da residência. A surpresa foi ainda maior alguns minutos depois.O presidente voltou ao terraço completamente nu, com um binóculo na mão. E passou a observar um iate ancorado ao largo, de onde um grupo alegre de rapazes e moças se divertiam mergulhando nas águas límpidas do Mediterrâneo.Mais tarde soube-se que o iate pertencia aos irmãos Michael e Ralf Schumacher. As câmeras metralharam a nova cena com Chirac nu e de binóculos, absorvido pela anatomia da tripulação feminina do iate. Os fotógrafos hesitaram sobre o destino que dariam aos clichês. Inicialmente, decidiram que nada fariam por temer represálias, afinal alguns deles dependem de coberturas envolvendo a presidência.Mas, dias depois, numerosas cópias transitaram por algumas redações de agências e revistas. Alain Genestar, diretor de Paris Match, rejeitou as fotos, considerando-as "humilhantes e degradantes". Também a direção da agência Sygma teve as fotos nas mãos, mas não ofereceu a ninguém. Aparentemente, as fotos não interessaram a nenhum jornal francês.Quem parece mais interessado em obte-las é o próprio palácio presidencial - antes que a imprensa inglesa se apodere delas (se é que isso já não tenha ocorrido) para alimentar a permanente campanha antifrancesa do outro lado do Canal da Mancha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.