Fox ameaça barrar caminhões dos EUA no México

O presidente do México, Vicente Fox, ameaçou barrar o acesso de caminhões dos EUA às estradas de seu país, caso os EUA não liberem o trânsito de caminhões mexicanos em seu próprio território. "Se não se chegar a um acordo, não haverá caminhões mexicanos lá em cima, porque eles não querem, mas também não haverá caminhões norte-americanos aqui em baixo", afirmou Fox durante entrevista coletiva depois de seu encontro com o primeiro-ministro britânico, Tony Blair. Foram as mais fortes declarações do presidente mexicano sobre essa controvérsia. O acesso dos caminhões mexicanos ao território dos EUA faz parte dos acordos do Nafta (Acordo de Livre Comércio da América do Norte); eles poderiam passar a transitar nos Estados da fronteira desde 1998 e em todo o território norte-americano a partir do ano passado. A pressão dos sindicatos de caminhoneiros e de empresas de transportes dos EUA, porém, impediu que essa cláusula do acordo entrasse em vigor. Ontem, o Senado norte-americano aprovou um projeto de lei que permite o acesso dos caminhões mexicanos aos EUA sob condições estritas, entre elas uma auditoria das empresas de transporte do México por funcionários dos EUA. O presidente George Bush já disse que deverá vetar esse projeto. !Estamos confiantes no compromisso do presidente Bush", disse o ministro da Economia do México, Ernesto Derbez.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.