Fox rejeita projeto para legalizar drogas

O presidente do México, Vicente Fox, voltou atrás e decidiu não sancionar um projeto de lei que descriminaria a posse de pequena quantidade de drogas, incluindo cocaína, maconha, ópio e heroína, para uso pessoal. O projeto, aprovado na semana passada pelo Congresso, foi enviado de volta ao Legislativo para alterações. Para alguns setores, a medida legalizava o uso das drogas."A posse e o consumo de drogas são e continuam sendo crimes", assinalou uma nota do Gabinete. O recuo ocorre sob forte pressão dos EUA para que o projeto seja alterado, a fim de "evitar o turismo para o consumo de narcóticos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.