Fracassa greve convocada pela oposição contra o presidente da Costa do Marfim

A tentativa de convocar uma greve geral para forçar a saída do governo do presidente Laurent Gbagbo fracassou ontem. Os serviços e o comércio na capital, Abidjã, foram mantidos, com as buzinas e os gritos de vendedores ambulantes ecoando pelas ruas e o trânsito congestionado, como de costume.

, O Estado de S.Paulo

28 de dezembro de 2010 | 00h00

O protesto foi convocado por Alassane Ouattara - considerado pela ONU e pela comunidade internacional o novo presidente da Costa do Marfim, eleito no início do mês. No fim de semana, um porta-voz de Gbagbo disse que qualquer intervenção militar no país poderia deflagrar uma guerra civil. Cerca de 10 mil capacetes azuis da ONU estão atualmente no país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.