Fracassam esforços para superar crise no governo de Israel

Fracassaram os esforços para resolver uma crise na coalizão que sustenta co atual governo de Israel, disseram negociadores, e o Partido Trabalhista parece prestes a abandonar o governo do primeiro-ministro Ariel Sharon, por discordância sobre a destinação e recursos orçamentários para assentamentos judaicos nos territórios palestinos. O líder trabalhista Binyamin Ben-Eliezer, que é ministro da Defesa, apresentou sua renúncia a Sharon depois de uma turbulenta negociação de três horas. Poucos minutos depois, também o de Relações Exteriores, Shimon Peres, e outros quatro ministros trabalhistas apresentaram ao premier Ariel Sharon suas renúncias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.