Fracassam negociações para dividir o poder no Zimbábue

O líder da oposição do Zimbábue, Morgan Tsvangirai, informou hoje que, após quatro dias de "intensos" diálogos, fracassaram as negociações com o presidente Robert Mugabe para divisão de poder no país. "Lamentavelmente, após quatro dias de intensas negociações, fracassamos em chegar a um acordo sobre a questão mais importante, que é a alocação dos ministérios. Ocorreu um impasse", disse. Tsvangirai pediu a intervenção dos líderes regionais e africanos para resolver o impasse político no Zimbábue.O ex-presidente da África do Sul, Thabo Mbeki, mediou as conversações desde terça-feira. Mbeki foi o intermediário de um acordo entre Mugabe e Tsvangirai para divisão de poder e formação de um governo de unidade nacional, fechado em 15 de setembro. Mas a coalizão foi adiada por falta de acordo sobre o preenchimento de cargos e ministérios. A oposição acusa Mugabe de tentar manter o controle dos ministérios mais importantes do país. Mugabe, que deixou o Harare hotel, onde ocorreram as negociações, não parecia abatido. Segundo ele, o partido governista fará um comunicado amanhã sobre o fracasso das negociações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.