Frade se declara culpado por crimes sexuais nos EUA

Um frade franciscano de 62 anos declarou-se culpado em uma corte americana por tentar manter relações sexuais com um menor de idade. Earl John Place, americano residente em um monastério da Cidade do México durante os últimos 30 anos, foi detido em setembro do ano passado durante uma operação policial na internet na qual um agente federal se fez passar por um menino de 13 anos chamado Denny, de acordo com documentos judiciais.Place enviou a "Denny" e-mails com alto teor sexual e fotografias, convidando-o a passar uma semana no México. Vestido com o hábito, foi detido por autoridades mexicanas no aeroporto da Cidade do México ao se aproximar de um agente à paisana americano para lhe pedir ajuda para encontrar o menino.Place, que compareceu à corte na terça-feira, pode ser condenado a até cinco anos de prisão caso seja considerado culpado.Ao vasculhar o computador de Place no monastério mexicano, as autoridades americanas identificaram outros seis meninos nos Estados Unidos que haviam mantido contato com ele. Para que assumisse a sua culpa, a Justiça americana concordou em não apresentar outras acusações por outras vítimas contra Place.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.