REUTERS/Stephane Mahe
REUTERS/Stephane Mahe

França abre vacinação contra covid-19 para todos acima de 18 anos

A França é um dos países europeus mais fortemente atingidos pela pandemia, com cerca de 109 mil mortes registradas até o momento

Redação, O Estado de S.Paulo

31 de maio de 2021 | 08h28

PARIS - A França abriu, nesta segunda-feira, 31, a vacinação contra a covid-19 para todas as pessoas com 18 anos de idade ou mais, uma "etapa-chave" para evitar um surto da pandemia antes das férias de verão do hemisfério norte (inverno no Brasil).

"Estou convencido de que vamos ver muita gente indo se vacinar", afirmou o chefe da campanha de vacinação da França, Alain Fischer. Em entrevista à rede de notícias LCI, Fischer ainda disse considerar esta como sendo uma "etapa-chave" para proteger a população e "voltar a uma vida um pouco mais normal".

Acontece que, para se vacinar, os franceses vão precisar de paciência. Os horários disponíveis para a aplicação da vacina em um dos centros oficiais são rapidamente preenchidos, como se observou nas plataformas habilitadas para reserva de data.

Até agora, pouco mais de 25 milhões de franceses receberam pelo menos uma dose da vacina contra a covid-19, o que corresponde a 48% da população adulta. E pouco menos de 11 milhões receberam duas doses.

"Em 15 de junho, é muito provável que tenhamos superado a meta do governo de 30 milhões de vacinados com pelo menos a primeira dose", disse Alain Fischer.

A França é um dos países europeus mais fortemente atingidos pela pandemia, com cerca de 109 mil mortes registradas até o momento. Novos casos, mortes e hospitalizações têm diminuído nas últimas semanas.

Após mais de seis meses de duras medidas para conter a expansão da covid-19 no país, os franceses recuperaram parte de sua liberdade em 19 de maio, com a reabertura das áreas externas de cafés e restaurantes, assim como de cinemas e museus. Porém, ainda terão de esperar até 9 de junho para poderem usar as áreas internas de estabelecimentos similares.

A partir de 30 de junho, eventos com mais de 1 mil pessoas poderão ser realizados. Para poder participar, será necessário apresentar um teste negativo para covid-19, ou um certificado de imunidade./ AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.