França acredita em queda iminente do regime de Assad

Para chanceler francês, maior preocupação é afastar radicais da formação de governo democrático na Síria

PARIS, O Estado de S.Paulo

17 de dezembro de 2012 | 02h05

O ministro de Relações Exteriores da França, Laurent Fabius disse ontem em Paris que a queda do ditador sírio Bashar Assad está próxima e a maior preocupação do governo do presidente François Hollande é evitar que um novo regime seja controlado por radicais islâmicos. Na Síria, houve combates na fronteira com a Turquia e um ataque a um campo de refugiados palestinos em Damasco, que deixou ao menos 25 mortos.

"Acredito que o fim está chegando para Assad", disse Fabius à Rádio França Internacional. O governo francês reconheceu em novembro a coalizão de rebeldes sírios, unificada sob o Conselho Nacional Sírio. A França cogitou também o envio de armas aos rebeldes.

O domingo foi de violência na Síria. No campo de refugiados palestinos de Yarmouk, em Damasco, um bombardeio de aviões de guerra de Assad matou ao menos 25 pessoas que se refugiavam em uma mesquita. O ataque faz parte de uma campanha lançada há um mês pelo regime sírio para tentar expulsar combatentes rebeldes que se alojaram nos subúrbios de Damasco. No sábado, um ataque aéreo atingiu rebeldes que se dirigiam ao aeroporto de Damasco, outro palco de combates. Ainda ontem, os insurgentes capturaram uma academia do Exército.

Mais de 50 mil refugiados palestinos vivem em Yarmouk. O presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, pediu o fim dos confrontos no local.

Caças das forças de Assad bombardearam a cidade de Azaz, na fronteira com a Turquia, uma região dominada por combatentes rebeldes. Alguns dos projéteis caíram a 500 metros do solo turco. "Foi muito perto. Houve também um ataque ao centro da cidade. Cerca de 500 pessoas estão tentando atravessar a fronteira", disse uma fonte do governo turco. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.