França adota cautela frente aos EUA na ONU

A França insiste que as Nações Unidas tenham um ?papel central? na reconstrução do Iraque e que a prioridade máxima deveria ser devolver o controle do país ao povo iraquiano. Mas, numa tentativa de evitar outro conflito aberto no Conselho de Segurança, o primeiro-ministro francês Jean-Pierre Raffarin elogiou os EUA por sua disposição de debater o futuro do Iraque na ONU e disse que o governo francês está ?aberto a todas as discussões?.Raffarin disse que Paris adotará uma atitude ?muito positiva, muito construtiva? e que a França agiria ?sem agressividade, sem rancor?. ?Estamos felizes em ver os Estados Unidos de volta ao debate?, disse ele à TV francesa LCI. O primeiro-ministro acrescentou que quer ver a questão do restabelecimento da soberania iraquiana incluída no debate. Mais cedo, o ministro francês das Relações Exteriores havia dito que a ONU deve ter um papel chave na questão, para emprestar legitimidade ao processo de reconstrução e ao estabelecimento de um novo regime em Bagdá.Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.