França apoiará pedido palestino na ONU

A França anunciou ontem que votará a favor do pedido do presidente palestino, Mahmoud Abbas, para que a Palestina seja reconhecida como Estado observador da ONU. O requerimento deve ser entregue por Abbas à Assembleia-Geral das Nações Unidas amanhã.

PARIS, O Estado de S.Paulo

28 de novembro de 2012 | 02h03

Abbas, frustrado com o fracasso da candidatura para se tornar membro pleno da ONU, no ano passado, em razão da oposição americana no Conselho de Segurança da ONU, lançou uma proposta para que a Palestina deixe de ser uma "entidade" observadora e passe a ser um "Estado" observador das Nações Unidas - mesmo status que tem o Vaticano.

A proposta precisaria do voto da maioria dos 193 membros da Assembleia-Geral para ser aprovada - os palestinos acreditam ter cerca de 150 votos. A aprovação significa o reconhecimento da Palestina como um Estado, o que abriria as portas de importantes organismos internacionais, como o Tribunal Penal Internacional (TPI), em Haia, onde os palestinos poderiam apresentar processos contra cidadãos israelenses.

"Nesta quinta-feira ou sexta-feira, quando a questão for levada à Assembleia-Geral da ONU, a França votará sim", anunciou ontem o chanceler francês, Laurent Fabius, fazendo do país a primeira potência europeia a declarar publicamente o voto a favor dos palestinos.

Israel e EUA são contra os planos de Abbas na ONU. Washington afirma que o status do Estado palestino deve ser alcançado por meio de negociação bilateral e pede a volta das conversações de paz, interrompidas em 2010 em razão da expansão de assentamentos judaicos na Cisjordânia ocupada. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.