Efe
Efe

França aprova novas medidas contra o terrorismo

Gabinete do presidente Nicolas Sarkozy deu aval a proposta de lei que torna ilegais viagens ao exterior para campos de treinamento terroristas

AE, Agência Estado

11 de abril de 2012 | 08h31

PARIS - O governo da França aprovou nesta quarta-feira, 11, novas medidas contra o terrorismo após a recente onda de assassinatos cometidos por um suposto extremista islâmico no sul do país.

Veja também:

linkParis prende mais 10 suspeitos de terrorismo

linkTerrorismo islâmico é alvo de novas batidas na França

O gabinete do presidente Nicolas Sarkozy deu seu aval a uma proposta de lei que torna ilegais viagens ao exterior para doutrinação e campos de treinamento terroristas, além de visitas regulares a web sites que incitem ou elogiem o terrorismo.

O assunto seguirá agora para o Parlamento francês. Segundo o ministro francês da Justiça, Michel Mercier, a iniciativa tem como objetivo prevenir o terrorismo do tipo "lobo solitário".

No mês passado, o atirador Mohamed Merah matou três soldados e quatro judeus numa série de ataques no sul da França. Merah acabou sendo morto em uma operação policial.

Críticos do governo dizem que o arsenal legal da França contra o terrorismo já é suficiente e acusam Sarkozy de fazer política tendo em mente sua campanha à reeleição.

As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Françaterrorismomedidas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.