França: Assembleia toma posse no dia 26, diz jornal

O governo do presidente socialista francês François Hollande renunciou formalmente nesta segunda-feira após a divulgação do resultado da eleição legislativa, uma tradição que abre caminho para um governo de esquerda mais forte para aprovar mudanças como o aumento dos impostos para grandes empresas e a contratação de mais professores. Os novos deputados tomarão posse no dia 26 de junho na XIV legislatura da Assembleia Nacional, na qual os socialistas obtiveram maioria considerável, informou nesta segunda-feira o jornal Libération. Segundo o jornal, a Assembleia Nacional, que deverá entrar em recesso em julho, terá que se reunir em caráter extraordinário até 3 de agosto, quando deverá aprovar as medidas de Hollande para a economia e para o governo.

AE, Agência Estado

18 de junho de 2012 | 16h38

Hollande imediatamente renomeou Jean-Marc Ayrault como seu primeiro-ministro e pediu a ele que forme um novo governo, que deve ser quase idêntico ao que renunciou. Uma porta-voz do governo disse que a nova formação deve ser anunciada na quinta-feira, depois que Hollande retornar das cúpulas realizadas no México e no Brasil.

Os socialistas conquistaram a maioria das 557 cadeiras na Assembleia Nacional na eleição de domingo. Isso dá a Hollande - que foi eleito no mês passado - o apoio necessário para aprovar seu programa de reforma de esquerda. Resultados finais divulgados nesta segunda-feira mostram que o Partido Socialista conquistou 280 assentos e os dois partidos aliados obtiveram 34 cadeiras, o que dá ao bloco socialista um total de 314 assentos.

As informações são da Associated Press e do jornal Libération.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.