Bertrand Guay/AFP
Bertrand Guay/AFP

França bate recorde de mortes por covid-19 em um dia e se torna 4º país a ultrapassar 15 mil óbitos

Diretor-geral de saúde Jérôme Salomon anunciou 726 mortes nas últimas 24 horas; número de pessoas em unidades de terapia intensiva, por outro lado, diminuiu pelo sexto dia seguido

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de abril de 2020 | 17h37

PARIS - A França registrou oficialmente mais de 15 mil mortes por infecções pelo novo coronavírus nesta terça-feira, 14, tornando-se o quarto país a ultrapassar esse limiar depois de Itália, Espanha e Estados Unidos, enquanto a taxa de aumento de mortes subiu novamente, após se firmar nos dias anteriores.

A epidemia de coronavírus deixou pelo menos 15.729 mortos no país desde o início de março, anunciou o diretor-geral de Saúde, Jérôme Salomon.  Nas últimas 24 horas foram registradas novas 762 mortes, o maior número diário de óbitos na França desde o início da pandemia, segundo Salomon.

O balanço diário mais alto até então havia sido em 6 de abril, com 605 óbitos. 

Entre as mortes, 10.129 foram contabilizadas em hospitais e 5.600 em casas de repouso e outros estabelecimentos médico-sociais, disse Salomon. 

"Além das mortes que ocorreram em hospitais e instituições, também existem mortes na cidade, em casa, e todas estão sujeitas ao controle do instituto de estatística", acrescentou. 

Mas o número de pessoas em unidades de terapia intensiva caiu de 6.821 para 6.730 em 24 horas, com esse total recuando pelo sexto dia consecutivo, sugerindo que o isolamento nacional, estendido para 11 de maio na segunda-feira, está tendo efeitos positivos em conter a doença. /Reuters e AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.