França busca cúmplices de ataque frustrado a igreja em Paris

Primeiro-ministro diz à rádio France Inter que suspeito poderia ter  rede ou pessoas que prestaram apoio logístico ao ato programado

O Estado de S. Paulo

23 de abril de 2015 | 15h17

O primeiro-ministro da França, Manuel Valls, disse que investigadores estão buscando possíveis cúmplices no ataque planejado a uma igreja em Paris, que foi descoberto depois que o suspeito atirou nele mesmo acidentalmente.

O primeiro-ministro disse à rádio France Inter que o suposto invasor poderia ter uma rede ou pessoas que prestaram apoio logístico ao ato programado.

O estudante de ciência da computação tem 24 anos e é da Argélia. Ele foi preso no domingo depois que ele chamou uma ambulância, pois sua perna ficou ferida. A polícia encontrou um arsenal em seu automóvel e posteriormente autoridades relacionaram ele com a morte de uma jovem francesa, cujo corpo foi descoberto naquela manhã.

Valls disse que cinco ataques foram frustrados na França desde janeiro, quando homens armados extremistas islâmicos deixaram 20 pessoas mortas, incluindo os terroristas. /AP

Tudo o que sabemos sobre:
Parisataqueigreja

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.