FRANCOIS GUILLOT/AFP
FRANCOIS GUILLOT/AFP

França concede cidadania ao herói de ataque a mercado

Malinês e muçulmano, Lassana Bathily escondeu clientes em câmara fria de mercado kosher invadido por Amedy Coulibaly

O Estado de S. Paulo

16 de janeiro de 2015 | 10h19

PARIS - O governo francês vai conceder a cidadania francesa ao jovem Lassana Bathily, considerado um "herói" no atentado contra um mercado kosher de Porte de Vincennes, em Paris. O malinês é muçulmano e ajudou os clientes judeus a se esconderem em uma câmara fria para não serem vítimas do jihadista Amédy Coulibaly.

Em entrevista à agência de notícias France Presse, Bathily afirmou que "não escondeu judeus, mas sim seres humanos". Apesar da cidadania e da popularidade por ter salvado pessoas, ele contou ainda que está triste porque perdeu um amigo de 20 anos, uma das vítimas do terrorista. / AFP

Tudo o que sabemos sobre:
FrançaCharlie HebdoLassana Bathily

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.