França condena 13 militares da ditadura

O Tribunal Criminal de Paris condenou ontem 13 militares que trabalharam para o general Augusto Pinochet durante a ditadura do Chile (1973-1990). Dois deles foram sentenciados à prisão perpétua. As penas dos outros 11 variam entre 15 e 30 anos de prisão. Eles foram condenados pelo desaparecimento de quatro cidadãos franceses entre 1973 e 1975. As acusações contra os militares incluem sequestro, prisão arbitrária e tortura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.