França condena ataques violentos contra sua embaixada no Irã

A França acusou o Irã de não ter feito o possível para proteger sua missão diplomática em Teerã de manifestantes que atacaram coquetéis molotov contra o prédio e quebraram janelas com pedras. O grupo de manifestantes, com cerca de 60 pessoas, atacaram a embaixada francesa mesmo após um Imã de uma das maiores mesquitas do país ter pedido, na sexta-feira passada, para que os muçulmanos não causem mais violência. O porta-voz do ministro das relações exteriores da França, Jean-Baptiste Mattei, condenou a violência, dizendo esperar "que as autoridades iranianas tomem todas as medidas necessárias para prevenir que este tipo de ataque se repita."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.