Ettiene Laurent / Efe
Ettiene Laurent / Efe

França confirma identidade de suspeito de atacar Charlie Hebdo

Irmãos Said e Cherif Kouach são caçados a 80 quilômetros de Paris, na região de Picardie; mobilização é a maior da história do país

Andrei Netto, CORRESPONDENTE / PARIS

08 de janeiro de 2015 | 16h34



PARIS -  O Ministério o Interior d França informou oficialmente nesta quarta-feira,8, que Said Kouachi, de 32 anos, é um dos responsáveis pelo ataque à redação do jornal satírico Charlie Hebdo, que deixou 12 mortos na manhã de quarta-feira. 

O jihadista era desde a madrugada de hoje um dos dois suspeitos apontados pela Polícia Nacional, que distribuíra um comunicado com a sua foto e a de seu irmão, Cherif Kouachi, 34 anos, indicando que ambos são objetos da maior caçada já realizada pela polícia do país.

De acordo com o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, há indícios suficientes para concluir que Kouachi foi um dos autores do atentado. Segundo o chefe da segurança interna da França, um dos terroristas abandonou objetos no interior de um automóvel Citroën C3 usado na fuga na manhã de quarta, e entre os pertences estavam uma carteira de identidade. 

Investigações complementares realizadas em batidas policiais a apartamentos de familiares e amigos, pelo rastreamento de ligações telefônicas e de trocas na internet teriam ajudado na confirmação das suspeitas.

Os dois terroristas são hoje objeto de uma caçada região de Picardie, a cerca de 80 quilômetros ao norte de Paris. O epicentro das buscas é realizada em Villers-Cotterêts, Longpont et Corcy. Conforme Cazeneuve, 88 mil homens fazem a segurança da França neste momento, dos quais 9,6 mil na região de Ile-de-France, em que se situa Paris.

Tudo o que sabemos sobre:
FrançaterrorismoCharlie HebdoParis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.