França critica plano de Israel para novos assentamentos

A França criticou neste sábado o plano divulgado ontem pelo governo de Israel de construir 3 mil novas moradias para colonos em Jerusalém Oriental e na Cisjordânia. O anúncio de construção dos assentamentos foi feito um dia depois de a Assembleia Geral das Nações Unidos aprovar uma resolução que dá o status de "observador" aos territórios palestinos.

AE, Agência Estado

01 de dezembro de 2012 | 14h41

"Se confirmada, essa será uma grave decisão", disse em comunicado o ministro francês das Relações Exteriores, Laurent Fabius. "Será um sério obstáculo à solução de dois Estados, atravancando a integridade territorial de um futuro Estado palestino."

Além de anunciar os novos assentamentos, Israel deu sua aprovação preliminar a um plano para a construção de outras milhares de unidades habitacionais.

"Eu apelo à autoridade israelense que se abstenha de todas as decisões neste sentido e que mostre uma disposição clara de retomar as negociações (de paz com os palestinos)", disse Fabius.

A França esteve entre os 138 membros da ONU que aprovaram a mudança de status da Autoridade Nacional Palestina (ANP) na votação da última quinta-feira. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
FrançaIsraelAssentamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.